No Céu com Danuza

No Céu com Danuza

Danuza Leão foi uma mulher além do seu tempo. Como diria Brecht, ela foi imprescindível!

Eu, Antônio Celso Ribeiro  e Alex Schott, amigos muito queridos da confraria da arte, estávamos num restaurante em Ipanema quando adentra uma mulher que nos chamou atenção pelo porte elegante. Não dava pra ver o rosto. Trajava jeans, camiseta e tênis. Até aí nada demais não fosse a postura e um brilho natural que transcendia naquele momento. Efusivamente recebida pelo mâitre, sentou-se numa mesa próxima e aí pude reconhecê-la.

Embora primos (nossos pais eram irmãos) Danuza e eu não tínhamos muita proximidade mas, ao vê-la, senti-me compelido a cumprimentá-la. “Certamente você não deve estar me reconhecendo. Sou o Cadu, filho do seu tio Sólon”. Papai era o seu tio predileto e o mais chegado da sua família paterna, a quem ela, vez ou outra, pedia notícias protocolares deixando sempre nas entrelinhas um certo desinteresse pela convivência. “Não acredito! Você já está com essa cabeça totalmente branca? Pensei que só eu envelhecia!” Apesar da cabeça branca não significar obrigatoriamente velhice, saí do encontro encantado pelo inusitado bate papo.

Danuza Leão foi uma mulher muito além do seu tempo terreno. Icônica, irreverente, insubmissa,  indomável, de uma escrita afiada que, na minha opinião, dividiu com Walter Navarro e Marco Lacerda, o status de maior cronista contemporânea brasileira pela sua visão de mundo extremamente aguçada, peculiar e, sobretudo, certeira que a fez merecidamente ganhadora do Prêmio Jabuti com Quase Tudo e Danuza Leão Fazendo as Malas. Lançou também clássicos da literatura como Na Sala com Danuza e foi colunista de Vogue e Folha.

Danuza foi uma personalidade excêntrica. Sua caneta era cortante e ácida que deixava ironias deliciosas para os que sabiam entender suas entrelinhas. Levava para o papel o seu pensamento verdadeiro, os questionamentos sobre as relações humanas e, sobretudo, a crítica aguda ao que um dia pensou como certo. Depois de viver intensamente a ilusão do “grand monde” internacional onde, geralmente, as aparências se sobrepõem às virtudes, Danuza, que foi a Gisele Bündchen de sua época, rendeu-se ao “É tudo tão simples”, um de seus “best-sellers”, onde defende o desapego como ferramenta de liberdade.

Reduziu seu impressionante closet a alguns jeans, camisetas e suéteres e só tolerava mesas de quatro pessoas. Manteve o propósito de evitar comemorações oficiais como aniversários e Natais e, já octogenária, viajar sozinha para Paris, sua maior paixão, hospedar-se no Wellcome, na Rive Gauche, e, ao entardecer, um Veuve Glicot no Café de Flore.

Quando publicou sua opinião no jornal de que “toda mulher deveria ser assediada pelo menos três vezes por semana para ser feliz”, confrontando os questionamentos da atriz francesa Catherine Deneuve sobre as inúmeras denúncias de assédio sexual que emergiram na época, Danuza foi literalmente execrada pelo politicamente correto que nascia no mundo.

Com isso, em 2019, Danuza anuncia que penduraria a caneta por achar que o mundo “encaretou”. “Quando comecei a escrever, podia tudo. Relendo coisas que escrevi há 15, 20 anos, mal posso acreditar na liberdade que se tinha – e como era bom. Mas não há bem que sempre dure; veio o politicamente correto e o moderno feminismo, que tornaram a vida melancólica e sem graça, afastando essa coisa tão boa, que é o encontro entre homens e mulheres. Encaretamos!”

Ao dizer um dia “Eu queria que me dessem no Natal um bom comprimido para dormir ou uma passagem para viajar”, concluo que Deus lhe antecipou o Natal. Você dormiu e viajou para a eternidade onde, certamente, encontrou a liberdade e a paz dos puros para escrever “No Céu com Danuza” que um dia todos leremos.

Esteja bem, prima.

Total
1
Shares
94 comments
Deixe um comentário

Emoji Keyboard

Smileys

😀
😁
😂
🤣
😃
😄
😅
😆
😉
😊
😋
😎
😍
😘
😗
😙
😚
🙂
🤗
🤩
🤔
🤨
😐
😑
😶
🙄
😏
😣
😥
😮
🤐
😯
😪
😫
😴
😌
😛
😜
😝
🤤
😒
😓
😔
😕
🙃
🤑
😲
☹️
🙁
😖
😞
😟
😤
😢
😭
😦
😧
😨
😩
🤯
😬
😰
😱
😳
🤪
😵
😡
😠
🤬
😷
🤒
🤕
🤢
🤮
🤧
😇
🤠
🤡
🤥
🤫
🤭
🧐
🤓
😈
👿
👹
👺
💀
👻
👽
🤖
💩
😺
😸
😹
😻
😼
😽
🙀
😿
😾

People

👶
👦
👧
👨
👩
👴
👵
👨‍⚕️
👩‍⚕️
👨‍🎓
👩‍🎓
👨‍⚖️
👩‍⚖️
👨‍🌾
👩‍🌾
👨‍🍳
👩‍🍳
👨‍🔧
👩‍🔧
👨‍🏭
👩‍🏭
👨‍💼
👩‍💼
👨‍🔬
👩‍🔬
👨‍💻
👩‍💻
👨‍🎤
👩‍🎤
👨‍🎨
👩‍🎨
👨‍✈️
👩‍✈️
👨‍🚀
👩‍🚀
👨‍🚒
👩‍🚒
👮
👮‍♂️
👮‍♀️
🕵️‍♂️
🕵️‍♀️
💂‍♂️
💂‍♀️
👷‍♂️
👷‍♀️
🤴
👸
👳‍♂️
👳‍♀️
👲
🧕
🧔
👱
👱‍♂️
👱‍♀️
🤵
👰
🤰
🤱
👼
🎅
🤶
🧙‍♀️
🧙‍♂️
🧚‍♀️
🧚‍♂️
🧛‍♀️
🧛‍♂️
🧜‍♀️
🧜‍♂️
🧝‍♀️
🧝‍♂️
🧞‍♀️
🧞‍♂️
🧟‍♀️
🧟‍♂️
🙍
🙍‍♂️
🙍‍♀️
🙎
🙎‍♂️
🙎‍♀️
🙅
🙅‍♂️
🙅‍♀️
🙆‍♂️
🙆‍♀️
💁‍♂️
💁‍♀️
🙋
🙋‍♂️
🙋‍♀️
🙇
🙇‍♂️
🙇‍♀️
🤦
🤦‍♂️
🤦‍♀️
🤷
🤷‍♂️
🤷‍♀️
💆
💆‍♂️
💆‍♀️
💇
💇‍♂️
💇‍♀️
🚶
🚶‍♂️
🚶‍♀️
🏃
🏃‍♂️
🏃‍♀️
💃
🕺
👯
👯‍♂️
👯‍♀️
🧖‍♀️
🧖‍♂️
🕴
🗣
👤
👥
👫
👬
👭
💏
👨‍❤️‍💋‍👨
👩‍❤️‍💋‍👩
💑
👨‍❤️‍👨
👩‍❤️‍👩
👪
👨‍👩‍👦
👨‍👩‍👧
👨‍👩‍👧‍👦
👨‍👩‍👦‍👦
👨‍👩‍👧‍👧
👨‍👨‍👦
👨‍👨‍👧
👨‍👨‍👧‍👦
👨‍👨‍👦‍👦
👨‍👨‍👧‍👧
👩‍👩‍👦
👩‍👩‍👧
👩‍👩‍👧‍👦
👩‍👩‍👦‍👦
👩‍👩‍👧‍👧
👨‍👦
👨‍👦‍👦
👨‍👧
👨‍👧‍👦
👨‍👧‍👧
👩‍👦
👩‍👦‍👦
👩‍👧
👩‍👧‍👦
👩‍👧‍👧
🤳

Handsigns

💪
👈
👉
☝️
👆
🖕
👇
✌️
🤞
🖖
🤘
🖐
👌
👍
👎
👊
🤛
🤜
🤚
👋
🤟
✍️
👏
👐
🙌
🤲
🙏
🤝
💅
👂
👃
👣
👀
👁
🧠
👅
👄
💋

Clothing

👓
🕶
👔
👕
👖
🧣
🧤
🧥
🧦
👗
👘
👙
👚
👛
👜
👝
🎒
👞
👟
👠
👡
👢
👑
👒
🎩
🎓
🧢
💄
💍
🌂
💼

Animals

🐶
🐱
🐭
🐹
🐰
🦊
🐻
🐼
🐨
🐯
🦁
🐮
🐷
🐽
🐸
🐵
🙈
🙉
🙊
🐒
🐔
🐧
🐦
🐤
🐣
🐥
🦆
🦅
🦉
🦇
🐺
🐗
🐴
🦄
🐝
🐛
🦋
🐌
🐚
🐞
🐜
🕷
🕸
🐢
🐍
🦎
🦂
🦀
🦑
🐙
🦐
🐠
🐟
🐡
🐬
🦈
🐳
🐋
🐊
🐆
🐅
🐃
🐂
🐄
🦌
🐪
🐫
🐘
🦏
🦍
🐎
🐖
🐐
🐏
🐑
🐕
🐩
🐈
🐓
🦃
🕊
🐇
🐁
🐀
🐿
🐾
🐉
🐲
🌵
🎄
🌲
🌳
🌴
🌱
🌿
☘️
🍀
🎍
🎋
🍃
🍂
🍁
🍄
🌾
💐
🌷
🌹
🥀
🌻
🌼
🌸
🌺
🌎
🌍
🌏
🌕
🌖
🌗
🌘
🌑
🌒
🌓
🌔
🌚
🌝
🌞
🌛
🌜
🌙
💫
⭐️
🌟
⚡️
🔥
💥
☄️
☀️
🌤
⛅️
🌥
🌦
🌈
☁️
🌧
🌩
🌨
☃️
⛄️
❄️
🌬
💨
🌪
🌫
🌊
💧
💦
☔️

Food

🍏️
🍎️
🍐️
🍊️
🍋️
🍌️
🍉️
🍇️
🍓️
🍈️
🍒️
🍑️
🍍️
🥝️
🥑️
🍅️
🍆️
🥒️
🥕️
🌽️
🌶️
🥔️
🍠️
🌰️
🥜️
🍯️
🥐️
🍞️
🥖️
🧀️
🥚️
🍳️
🥓️
🥞️
🍤️
🍗️
🍖️
🍕️
🌭️
🍔️
🍟️
🥙️
🌮️
🌯️
🥗️
🥘️
🍝️
🍜️
🍲️
🍥️
🍣️
🍱️
🍛️
🍚️
🍙️
🍘️
🍢️
🍡️
🍧️
🍨️
🍦️
🍰️
🎂️
🍮️
🍭️
🍬️
🍫️
🍿️
🍩️
🍪️
🥛️
🍼️
☕️️
🍵️
🍶️
🍺️
🍻️
🥂️
🍷️
🥃️
🍸️
🍹️
🍾️
🥄️
🍴️
🍽️

Activities

⚽️️
🏀️
🏈️
⚾️️
🎾️
🏐️
🏉️
🎱️
🏓️
🏸️
🥅️
🏒️
🏑️
🏏️
⛳️️
🏹️
🎣️
🥊️
🥋️
⛸️
🎿️
⛷️
🏂️
🏋️‍♀️️
🏋️️
🤺️
🤼‍♀️️
🤼‍♂️️
🤸‍♀️️
🤸‍♂️️
⛹️‍♀️️
⛹️️
🤾‍♀️️
🤾‍♂️️
🏌️‍♀️️
🏌️️
🏄‍♀️️
🏄️
🏊‍♀️️
🏊️
🤽‍♀️️
🤽‍♂️️
🚣‍♀️️
🚣️
🏇️
🚴‍♀️️
🚴️
🚵‍♀️️
🚵️
🎽️
🏅️
🎖️
🥇️
🥈️
🥉️
🏆️
🏵️
🎗️
🎫️
🎟️
🎪️
🤹‍♀️️
🤹‍♂️️
🎭️
🎨️
🎬️
🎤️
🎧️
🎼️
🎹️
🥁️
🎷️
🎺️
🎸️
🎻️
🎲️
🎯️
🎳️
🎮️
🎰️

Travel

🚗
🚕
🚙
🚌
🚎
🏎
🚓
🚑
🚒
🚐
🚚
🚛
🚜
🛴
🚲
🛵
🏍
🚨
🚔
🚍
🚘
🚖
🚡
🚠
🚟
🚃
🚋
🚞
🚝
🚄
🚅
🚈
🚂
🚆
🚇
🚊
🚉
🚁
🛩
✈️
🛫
🛬
🚀
🛰
💺
🛶
⛵️
🛥
🚤
🛳
🚢
⚓️
🚧
⛽️
🚏
🚦
🚥
🗺
🗿
🗽
⛲️
🗼
🏰
🏯
🏟
🎡
🎢
🎠
🏖
🏝
🏔
🗻
🌋
🏜
🏕
⛺️
🛤
🛣
🏗
🏭
🏠
🏡
🏘
🏚
🏢
🏬
🏣
🏤
🏥
🏦
🏨
🏪
🏫
🏩
💒
🏛
⛪️
🕌
🕍
🕋
🗾
🎑
🏞
🌅
🌄
🌠
🎇
🎆
🌇
🌆
🏙
🌃
🌌
🌉
🌁

Objects

⌚️
📱
📲
💻
⌨️
🖥
🖨
🖱
🖲
🕹
🗜
💽
💾
💿
📀
📼
📷
📸
📹
🎥
📽
🎞
📞
☎️
📟
📠
📺
📻
🎙
🎚
🎛
🕰
⌛️
📡
🔋
🔌
💡
🔦
🕯
🗑
🛢
💸
💵
💴
💶
💷
💰
💳
💎
⚖️
🔧
🔨
🛠
🔩
⚙️
🔫
💣
🔪
🗡
⚔️
🛡
🚬
⚰️
⚱️
🏺
🔮
📿
💈
⚗️
🔭
🔬
🕳
💊
💉
🌡
🚽
🚰
🚿
🛁
🛀
🛎
🔑
🗝
🚪
🛋
🛏
🛌
🖼
🛍
🛒
🎁
🎈
🎏
🎀
🎊
🎉
🎎
🏮
🎐
✉️
📩
📨
📧
💌
📥
📤
📦
🏷
📪
📫
📬
📭
📮
📯
📜
📃
📄
📑
📊
📈
📉
🗒
🗓
📆
📅
📇
🗃
🗳
🗄
📋
📁
📂
🗂
🗞
📰
📓
📔
📒
📕
📗
📘
📙
📚
📖
🔖
🔗
📎
🖇
📐
📏
📌
📍
✂️
🖊
🖋
✒️
🖌
🖍
📝
✏️
🔍
🔎
🔏
🔐
🔒
🔓

Symbols

❤️
💛
💚
💙
💜
🖤
💔
❣️
💕
💞
💓
💗
💖
💘
💝
💟
☮️
✝️
☪️
🕉
☸️
✡️
🔯
🕎
☯️
☦️
🛐
♈️
♉️
♊️
♋️
♌️
♍️
♎️
♏️
♐️
♑️
♒️
♓️
🆔
⚛️
☢️
☣️
🉑
📴
📳
🈶
🈚️
🈸
🈺
🈷️
✴️
🆚
💮
🉐
㊙️
㊗️
🈴
🈵
🈹
🈲
🅰️
🅱️
🆎
🅾️
🆑
🆘
⭕️
🛑
⛔️
📛
🚫
💯
💢
♨️
🚷
🚯
🚳
🚱
🔞
📵
🚭
❗️
‼️
⁉️
🔅
🔆
〽️
⚠️
🚸
🔱
⚜️
🔰
♻️
🈯️
💹
❇️
✳️
🌐
💠
Ⓜ️
🌀
💤
🏧
🚾
♿️
🅿️
🈳
🈂️
🛂
🛃
🛄
🛅
🚹
🚺
🚼
🚻
🚮
🎦
📶
🈁
🔣
ℹ️
🔤
🔡
🔠
🆖
🆗
🆙
🆒
🆕
🆓
0️⃣
1️⃣
2️⃣
3️⃣
4️⃣
5️⃣
6️⃣
7️⃣
8️⃣
9️⃣
🔟
🔢
#️⃣
*️⃣
▶️
◀️
🔼
🔽
➡️
⬅️
⬆️
⬇️
↗️
↘️
↙️
↖️
↕️
↔️
↪️
↩️
⤴️
⤵️
🔀
🔁
🔂
🔄
🔃
🎵
🎶
✖️
💲
💱
™️
©️
®️
〰️
🔚
🔙
🔛
🔝
✔️
☑️
🔘
⚪️
⚫️
🔴
🔵
🔺
🔻
🔸
🔹
🔶
🔷
🔳
🔲
▪️
▫️
◾️
◽️
◼️
◻️
⬛️
⬜️
🔈
🔇
🔉
🔊
🔔
🔕
📣
📢
👁‍🗨
💬
💭
🗯
♠️
♣️
♥️
♦️
🃏
🎴
🀄️

Clocks

🕐
🕑
🕒
🕓
🕔
🕕
🕖
🕗
🕘
🕙
🕚
🕛
🕜
🕝
🕞
🕟
🕠
🕡
🕢
🕣
🕤
🕥
🕦
🕧

  1. We are a Team of IT Experts specialized in the production of authentic Documents and Counterfeit bank notes. We work with government officials, professors and professional hackers from China, US, Russia, Taiwan etc. All these documents are registered into the supposed database. Documents such as Passport, Visa’s, Driving License, Covid19 Vaccine Card, University Certificates etc. We also have Canadian dollars, US dollars, pounds and euros. We also have our money in categories, Grade A quality that works at ATMs and bypasses the fake money detector and we also have the normal stage money that was used in jokes, commercials, music and movie videos. Contact details below.
    WhatsApp….. +44 7459 530545
    Email Address…. jameskinds65@gmail.com
    Telegram ID….. “@Jameskind65”
    Wickr Me ID….. Jameskind65.

  2. O Cadu não fica muito atrás da prima quando escreve , e tem outra grande qualidade e um artista plástico não um só cirurgião plástico ! Herdou dos Lomba e também dos Leão , famílias de grandes talentos ! E que sorte e filho de uma das mulheres mais linda de minha cidade Castelo , minha querida amiga Marlene ! Adorei o texto ! Nos capixabas sempre nos orgulhamos dos nossos conterrâneos ! Parabéns 👏👏👏💝

  3. Apenas as mentes privilegiadas e sensíveis são capazes de produzir textos como esse. A citação de Brecht foi perfeita. Uma mulher imprescindível . O Brasil está insosso sem a irreverência, a fina ironia e o sarcasmo bem dosado dessa diva da elegância. Parabéns!
    Saul Sampaio

  4. Mestre Cadu, as palavras escritas são eternas .Sua prima está eternizada pelas suas letras e por nunca ter se contentado em ser mais uma pessoa nesta existencia !
    Um abraço Osiris Martuscelli.

  5. Brilhante seu texto CADÚ! Emocionante 😢Eu a conheci a “alguns “anos, (50)🤫no meu baile de debutantes,em Acesita,onde minha irmã Glória residia,e,era a”mestre de cerimônias “local ; Danusa, foi convidada de honra do evento,e, nunca me esqueci do vestido 👗 que usou : um micro vestido,de paetês coloridos,que só ela poderia usar ,com seu porte de princesa 👸 e,elegância nata! Desculpe ter me alongado tanto! Descanse em paz ☮️

  6. Realmente é uma grande ideia reunir as suas crônicas para que possam perpetuar.
    Quanto à Danuza, na época que lhe conheci, soube pelo Fabrício, que era sua prima.
    Quando comecei a ler suas crônicas, me lembrei deste fato, fazendo uma ligação que era de família serem tão bons com as palavras.
    Realmente, a musa sempre foi autêntica, cativando pela sua maneira digna de vivência e pensar.
    Abração!
    Eduardo Belisário

  7. Prezado dr Carlos, ou Cadu como queiram, vc é um privilegiado. Além do sucesso na profissão q escolheu, tem outra inata, escritor de correta forma e excelente conteudo. Agora, vê-se q é coisa de DNA capixaba para o mundo com a prima Danuza. Atrevo-me a uma sugestão : reúna as crônicas publicadas em livro e nos permita ter o seu autógrafo…

  8. Prezado irmão, o brilhantismo nasceu com você e o talento é seu companheiro.Poucos “têm a sabedoria desse Leão amigo..Um grande abraço parabéns
    Cesáreo Almada

  9. Vc sempre me surpreende, Doutor e agora, mais essa.
    Danuza era sua prima?
    Esses Leão não vieram ao mundo só de passagem.
    Parabéns pela crônica.
    Reynaldo Figueiredo

  10. “ NO CÉU COM DANUZA “
    CADUZINHO , vc descreveu Danuza com honras e glórias .
    Lindo . Perfeito . 👏👏👏👏👏
    Sebastião Nelson

  11. Otima crônica, homenagem a uma figura icônica, referência em estilo, numa época em que as mulheres não tinham voz. E soube não embarcar no feminismo chato, que também reduz as liberdades de escolhas femininas. Viveu o seu tempo de forma plena!
    Sinara Leite

  12. SIMPLESMENTE FANTÁSTICO, KADU!
    Agora entendi tudo! Ela só podia ser sua prima, e não o contrário!
    Lindo!
    Osvaldo Saldanha

  13. Danusa, foi um exemplo de personalidade. Grande escritora. Muito além do seu tempo. De fato, o mundo encaretou . Tudo, agora é proibido. Até o atirei o pau no gato …
    Fique em paz, grande exemplo de mulher … smile

  14. Adorei a crônica ! Meus sentimentos pela prima! Vai, com certeza , deixar no coração de todos nós , um vazio por sua partida! Ficam seus livros, que sempre amei ler! Grande abraço , querido!🤗

  15. PARABÉNS, SEMPRE. FUI FÃ DE DANUSA. LEÃO. AMEI O SEU TEXTO, ME FEZ RELEMBRAR MUITO MINHA ADOLESCÊNCIA. FIQUEI EMOCIONADA 😢😢. UM ABRAÇO PRIMO . ESTRELA

  16. Parabéns, Carlos, belo texto à altura da personagem. Ao contrário do publicado por Mário Sérgio Conti, ontem na Folha. Na tentativa de mostrar intimidade com Danuza, acabou sendo extremamente deselegante. Confira.
    Marco Lacerda

  17. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 essa frase será sempre eterna: “Eu queria que me dessem no Natal um bom comprimido para dormir ou uma passagem para viajar”
    Fabiano

  18. Que legal que você era primo da Danuza. Lindo texto.
    Interessante você pontuar o antes e depois do politicamente chato.
    Vitor Pardini

  19. Que lindo. Entendeu perfeitamente quem foi Danuza Leão. Dom da família escrever bem, sem retórica, com simplicidade e leveza. Bom domingo. Muita paz. Saudades. 🥰

  20. Lamento pela prima, meu amigo… excelente jornalista e uma mulher admirável, à frente de seu tempo… meus sentimentos… linda coluna!
    Valter Bernat

  21. O Cadu, leão explosivo e mordaz crítico político, aqui se mostra lirico mas, lúcido como sempre.
    Eu admirava a Danuza, mulher que marcou e instigou todas as gerações.
    Sou muito Danuza, não necessariamente nos hábitos dela, que podia percorrer e frequentar o mundo todo.
    Mas, suas idéias e práticas de vivência são deliciosas e exemplares.
    E viva Danuza, que não teve vergonha de ser feliz.

  22. Surpresa. Não sabia que eram primos. Você achou a palavra exata pra definir a trajetória de sua prima: rebuliço. Aliás, a função desses colunistas primos se assemelham, ciisas da genetica, acredito.
    Jorge Miranda

  23. Parabéns Cadu pela linda crônica, que outra vez me emocionou demais!🥲🥲🥲Vc tem o dom de transformar palavras em sentimentos verdadeiros, que notamos a medida que lemos!!!! Seu coração está no bico de sua caneta👏👏👏👏👏FELIZ DOMINGO 🎶🌹💝👏👏👏
    Sônia Saadi

  24. Muito linda a sua crônica !
    Realmente uma perda que nos dá a sensação de que além de careta o mundo vai ficando chato e esvaziado das pessoas interessantes!!
    Como Danuza!!
    Múcio

  25. Ótima crônica.
    Alguém, um dia, poderá escrever um livro: “O Mundo Sem Danuza”. Será, certamente, um mundo chato e triste. 😥

  26. Eu a conheci ,nas minhas incursoes no passado as casas noturnas do Ricardo Amaral,ela era uma mulher elegante e de uma beleza exotica.
    Infelizmente nossos amigos e conhecidos vem nos deixando,ainda acredite que em algum tempo nos reencontraremos.
    Otimo domingo
    Carlos Reis

  27. Realmente o mimimi está predominando, está chato. Só pra confrontar esse chatíssimo controle do “bullying” um beijo do gordo
    Afonso Leonel

  28. Belo texto, encontrei Danuza uma unica vez , numa pequena reunião social, como era do seu feitio nos últimos anos, o suficiente para me conquistar o resto da vida. Que papo, que inteligência, que charme!!

  29. “Se for palitar os dentes, faça-o no banheiro, sozinha e no escuro “. Regras de etiqueta. A musa de minha geração! Faça um grande viagem, Danuza!

  30. Realmente, uma pessoa simples… com estilo e classe! Como mulher, sempre admirei muito sua irreverência e elegância, reunidas em uma só pessoa….
    Cris

  31. Muito bom Cadu , mulher corajosa , fora do seu tempo. Satirizou o “ mexeu com uma , mexeu com todas “ . Inteligência acima da média. Infelizmente a perdemos , com a sua irreverência.

  32. É, Cadú, o mundo está ficando, a cada dia, mais pobre. Não falo de ouro nem dólares, mas de inteligência, cultura, poesia. Ainda bem que sobrevivem alguns ótimos cronistas. Abraços, Evaldo.

  33. Bom dia, Cadu. Então, é de familia esse seu estilo às vezes sarcástico de escrever, além da facilidade e elegância de expor suas ideias em suas crônicas. Parabéns. Grande abraço.
    Hélio Arêas

  34. Bela e merecida homenagem a Danuza. Carlos, observo e constato facilmente através das suas palavras, que ela era uma ótima escritora, e em nenhum momento, perdia a oportunidade de se POSICIONAR. Grande perda.
    Grande abraço.
    Mauro Colen

  35. Ótimo Leão. Boas lembranças. Danusa foi, sem muito alarde, apenas com o deu talento e inteligência, um ícone do seu longo tempo nessa terrinha.
    Uma simples homenagem de Leão pra Leoa que se mudou pro andar de cima.
    Parabéns.
    Manoel Rocha.

  36. Cadu, não a conhecia com esta intensidade que a conheceu e nem à sua obra. Mas li acima um descrição clara e evidente de sua pessoa.
    O pensamento e a escrita brilhantes são um “mal” de família.
    Que Deus a tenha acolhido em seus braços e conforte o coração de sua família.
    E que o legado que Ela deixou, ilumine a cabeça dos chatos de plantão, os politicamente correto. E que política retrógrada e otaria. Jesus.
    Alex Meira (nao sou o Alex citado acima).
    Abs .

  37. Cadú, hoje eu li uma frase:”enquanto houver o bem, o mal terá cura”. Ela se foi, mas seu legado se mantém entre nós e é um bem que ajuda a curar nossa alma. Temos vc, com suas crônicas e palavras que nos incentivam a continuar acreditando que o bem é maior e vence sempre. Que Deus a tenha ao Seu lado. E obrigada por vc existir em nossas vidas. Grande abraço! Ian Duarte

  38. Bacana Cadu. Não sabia do seu parentesco e nem da morte dela.
    Concordo plenamente, como sempre, das suas considerações.
    Um grande abraço.
    Paulo Randal

  39. Cadu, nossos sentimentos, nesta crônica você descreveu bem a personalidade marcante da sua prima, sem dúvida inimiga deste chatíssimo “ politicamente correto “.
    Bhering

    1. O talento da Danuza era tanto que minha filha aos três anos, diariamente quando voltava da escola, se sentava no colo do pai para escutar as “regras de etiqueta” do livro “Na Sala Com Danuza”. Sua história preferida, por incrível que pareça. Leão, deve estar feliz no céu com sua bela homenagem.

Previous Post
Agatha Christie em Morte na Amazonia

AGATHA CHRISTIE EM “MORTE NA AMAZÔNIA”

Next Post
Tem neguinho 'p' da vida

NÃO DÁ MAIS PRA ESCREVER

Related Posts
Total
1
Share