“ORA (DIREIS) OUVIR ESTRELAS”

Conversar com plantas, estrelas e animais é uma prática milenar comum aos orientais. Nada a ver com insanidade mental. 

“Ouvir estrelas, Cadu? Perdeste o senso? O que você conversa com elas, meu tresloucado amigo?” O Covid te deixou louco, cara?

“Kkkkkkkkk. Nada disso. Não to louco e o Covid foi top comigo. Confesso que estou sem saco pra conversar com algumas pessoas. As de esquerda então, nem me fale! Os convictos de direita, minha turma, são poucos. O que há é uma direita amadora, fraca, influenciável bem ao estilo maria-vai-com-as-outras, vulnerável, ou seja, não pode ouvir uma fake que já fica desconfiada. Isso é ruim, nos enfraquece e nos ridiculariza”.

“E aí você corre pras estrelas?” Que conversas com elas?

“Sim, tenho feito isso. Para ouvi-las, muita vez desperto, abro as janelas, pálido de espanto e contemplo a via-láctea, como um pálio aberto. Como cintila! Suas estrelas encerram uma beleza infinita, transcendem a inteligência, têm a paciência da escuta e me respondem no seu silêncio afásico, ao mesmo tempo melodioso e sábio”.

“Tenho falado muito com elas sobre o aumento do tom e a brutalidade dos ataques diuturnos ao PR. Claro que a mentirada, a baixeza, a inconsequência e a irresponsabilidade da oposição maldita está sempre na pauta. Aquele misto de decepção e raiva que nos mina as entranhas em relação à mais ferina tática de desestabilização do Estado, é mostrado a elas sem nenhuma cerimônia da minha parte. Elas gostam dessa minha transparência”.

“Noto que Aldebaram e Sirius são as que ficam mais exaltadas quando falo do oportunismo sem escrúpulos daquele amoral da Calça Apertada, também conhecido como Bosta. Um ser abjeto enaltecido por uma mídia vendida que chafurda na sua agonia. Cara de Pastel é outro que deveria estar em Hollywood. Aldebaram vibrou com o desenrolar da notícia de que as vacinas da Índia atrasariam por ineficácia diplomática do governo. Menos de 24 horas depois as vacinas estavam em Guarulhos. Não se emendam. São nojentos, torpes, malditos!”

“Canopus deu a entender que o cerco está se fechando. Lembrou Goebbels e o perigo de sua máxima, aquela mesma da “mentira contada muitas vezes que vira verdade”. Lembrou as recentes estatísticas daqueles Institutos viciados mostrando a queda do PR. Dos imparciais, que mostram o inverso, nada. Deixou nas entrelinhas a suprema necessidade de mobilização popular para um basta definitivo nesse estado de coisa. Como está muito longe, não deu pra ouvir muito bem, mas acho que ela falou “Ou vai ou racha, doutor”. Ela me chama de doutor. É mais cerimoniosa”.

“E aí chega o Sol, o astro-rei, o definitivo, o soberano. Disse, sem papas na sua língua de fogo, da premente necessidade da perseverança, da resiliência, da sabedoria, da temperança e, sobretudo, da fé dos que marcham junto aos ideais da família, civismo e pátria. Ele acha que bons dias virão mas que estejamos preparados para eles em qualquer circunstância pois paciência tem limite. Acha também que a 3ª Lei de Newton é eterna e tem que ser sempre aventada. E de prontidão.

“Responda-me, Cadu. Que sentido tem o que dizem, quando estão contigo?”

“Eu vos direi: Amai para entendê-las! Pois só quem ama sua pátria, quem espera dela, quem confia nos seus ideais conservadores e tem suprema esperança em seu líder pode ter ouvido capaz de ouvir e de entender estrelas”.

“A propósito, numa dessas conversas parece que ouvi a voz de Olavo Bilac, de férias em Antares”.

Total
0
Shares
0 comments
Deixe um comentário

Emoji Keyboard

Smileys

😀
😁
😂
🤣
😃
😄
😅
😆
😉
😊
😋
😎
😍
😘
😗
😙
😚
🙂
🤗
🤩
🤔
🤨
😐
😑
😶
🙄
😏
😣
😥
😮
🤐
😯
😪
😫
😴
😌
😛
😜
😝
🤤
😒
😓
😔
😕
🙃
🤑
😲
☹️
🙁
😖
😞
😟
😤
😢
😭
😦
😧
😨
😩
🤯
😬
😰
😱
😳
🤪
😵
😡
😠
🤬
😷
🤒
🤕
🤢
🤮
🤧
😇
🤠
🤡
🤥
🤫
🤭
🧐
🤓
😈
👿
👹
👺
💀
👻
👽
🤖
💩
😺
😸
😹
😻
😼
😽
🙀
😿
😾

People

👶
👦
👧
👨
👩
👴
👵
👨‍⚕️
👩‍⚕️
👨‍🎓
👩‍🎓
👨‍⚖️
👩‍⚖️
👨‍🌾
👩‍🌾
👨‍🍳
👩‍🍳
👨‍🔧
👩‍🔧
👨‍🏭
👩‍🏭
👨‍💼
👩‍💼
👨‍🔬
👩‍🔬
👨‍💻
👩‍💻
👨‍🎤
👩‍🎤
👨‍🎨
👩‍🎨
👨‍✈️
👩‍✈️
👨‍🚀
👩‍🚀
👨‍🚒
👩‍🚒
👮
👮‍♂️
👮‍♀️
🕵️‍♂️
🕵️‍♀️
💂‍♂️
💂‍♀️
👷‍♂️
👷‍♀️
🤴
👸
👳‍♂️
👳‍♀️
👲
🧕
🧔
👱
👱‍♂️
👱‍♀️
🤵
👰
🤰
🤱
👼
🎅
🤶
🧙‍♀️
🧙‍♂️
🧚‍♀️
🧚‍♂️
🧛‍♀️
🧛‍♂️
🧜‍♀️
🧜‍♂️
🧝‍♀️
🧝‍♂️
🧞‍♀️
🧞‍♂️
🧟‍♀️
🧟‍♂️
🙍
🙍‍♂️
🙍‍♀️
🙎
🙎‍♂️
🙎‍♀️
🙅
🙅‍♂️
🙅‍♀️
🙆‍♂️
🙆‍♀️
💁‍♂️
💁‍♀️
🙋
🙋‍♂️
🙋‍♀️
🙇
🙇‍♂️
🙇‍♀️
🤦
🤦‍♂️
🤦‍♀️
🤷
🤷‍♂️
🤷‍♀️
💆
💆‍♂️
💆‍♀️
💇
💇‍♂️
💇‍♀️
🚶
🚶‍♂️
🚶‍♀️
🏃
🏃‍♂️
🏃‍♀️
💃
🕺
👯
👯‍♂️
👯‍♀️
🧖‍♀️
🧖‍♂️
🕴
🗣
👤
👥
👫
👬
👭
💏
👨‍❤️‍💋‍👨
👩‍❤️‍💋‍👩
💑
👨‍❤️‍👨
👩‍❤️‍👩
👪
👨‍👩‍👦
👨‍👩‍👧
👨‍👩‍👧‍👦
👨‍👩‍👦‍👦
👨‍👩‍👧‍👧
👨‍👨‍👦
👨‍👨‍👧
👨‍👨‍👧‍👦
👨‍👨‍👦‍👦
👨‍👨‍👧‍👧
👩‍👩‍👦
👩‍👩‍👧
👩‍👩‍👧‍👦
👩‍👩‍👦‍👦
👩‍👩‍👧‍👧
👨‍👦
👨‍👦‍👦
👨‍👧
👨‍👧‍👦
👨‍👧‍👧
👩‍👦
👩‍👦‍👦
👩‍👧
👩‍👧‍👦
👩‍👧‍👧
🤳

Handsigns

💪
👈
👉
☝️
👆
🖕
👇
✌️
🤞
🖖
🤘
🖐
👌
👍
👎
👊
🤛
🤜
🤚
👋
🤟
✍️
👏
👐
🙌
🤲
🙏
🤝
💅
👂
👃
👣
👀
👁
🧠
👅
👄
💋

Clothing

👓
🕶
👔
👕
👖
🧣
🧤
🧥
🧦
👗
👘
👙
👚
👛
👜
👝
🎒
👞
👟
👠
👡
👢
👑
👒
🎩
🎓
🧢
💄
💍
🌂
💼

Animals

🐶
🐱
🐭
🐹
🐰
🦊
🐻
🐼
🐨
🐯
🦁
🐮
🐷
🐽
🐸
🐵
🙈
🙉
🙊
🐒
🐔
🐧
🐦
🐤
🐣
🐥
🦆
🦅
🦉
🦇
🐺
🐗
🐴
🦄
🐝
🐛
🦋
🐌
🐚
🐞
🐜
🕷
🕸
🐢
🐍
🦎
🦂
🦀
🦑
🐙
🦐
🐠
🐟
🐡
🐬
🦈
🐳
🐋
🐊
🐆
🐅
🐃
🐂
🐄
🦌
🐪
🐫
🐘
🦏
🦍
🐎
🐖
🐐
🐏
🐑
🐕
🐩
🐈
🐓
🦃
🕊
🐇
🐁
🐀
🐿
🐾
🐉
🐲
🌵
🎄
🌲
🌳
🌴
🌱
🌿
☘️
🍀
🎍
🎋
🍃
🍂
🍁
🍄
🌾
💐
🌷
🌹
🥀
🌻
🌼
🌸
🌺
🌎
🌍
🌏
🌕
🌖
🌗
🌘
🌑
🌒
🌓
🌔
🌚
🌝
🌞
🌛
🌜
🌙
💫
⭐️
🌟
⚡️
🔥
💥
☄️
☀️
🌤
⛅️
🌥
🌦
🌈
☁️
🌧
🌩
🌨
☃️
⛄️
❄️
🌬
💨
🌪
🌫
🌊
💧
💦
☔️

Food

🍏️
🍎️
🍐️
🍊️
🍋️
🍌️
🍉️
🍇️
🍓️
🍈️
🍒️
🍑️
🍍️
🥝️
🥑️
🍅️
🍆️
🥒️
🥕️
🌽️
🌶️
🥔️
🍠️
🌰️
🥜️
🍯️
🥐️
🍞️
🥖️
🧀️
🥚️
🍳️
🥓️
🥞️
🍤️
🍗️
🍖️
🍕️
🌭️
🍔️
🍟️
🥙️
🌮️
🌯️
🥗️
🥘️
🍝️
🍜️
🍲️
🍥️
🍣️
🍱️
🍛️
🍚️
🍙️
🍘️
🍢️
🍡️
🍧️
🍨️
🍦️
🍰️
🎂️
🍮️
🍭️
🍬️
🍫️
🍿️
🍩️
🍪️
🥛️
🍼️
☕️️
🍵️
🍶️
🍺️
🍻️
🥂️
🍷️
🥃️
🍸️
🍹️
🍾️
🥄️
🍴️
🍽️

Activities

⚽️️
🏀️
🏈️
⚾️️
🎾️
🏐️
🏉️
🎱️
🏓️
🏸️
🥅️
🏒️
🏑️
🏏️
⛳️️
🏹️
🎣️
🥊️
🥋️
⛸️
🎿️
⛷️
🏂️
🏋️‍♀️️
🏋️️
🤺️
🤼‍♀️️
🤼‍♂️️
🤸‍♀️️
🤸‍♂️️
⛹️‍♀️️
⛹️️
🤾‍♀️️
🤾‍♂️️
🏌️‍♀️️
🏌️️
🏄‍♀️️
🏄️
🏊‍♀️️
🏊️
🤽‍♀️️
🤽‍♂️️
🚣‍♀️️
🚣️
🏇️
🚴‍♀️️
🚴️
🚵‍♀️️
🚵️
🎽️
🏅️
🎖️
🥇️
🥈️
🥉️
🏆️
🏵️
🎗️
🎫️
🎟️
🎪️
🤹‍♀️️
🤹‍♂️️
🎭️
🎨️
🎬️
🎤️
🎧️
🎼️
🎹️
🥁️
🎷️
🎺️
🎸️
🎻️
🎲️
🎯️
🎳️
🎮️
🎰️

Travel

🚗
🚕
🚙
🚌
🚎
🏎
🚓
🚑
🚒
🚐
🚚
🚛
🚜
🛴
🚲
🛵
🏍
🚨
🚔
🚍
🚘
🚖
🚡
🚠
🚟
🚃
🚋
🚞
🚝
🚄
🚅
🚈
🚂
🚆
🚇
🚊
🚉
🚁
🛩
✈️
🛫
🛬
🚀
🛰
💺
🛶
⛵️
🛥
🚤
🛳
🚢
⚓️
🚧
⛽️
🚏
🚦
🚥
🗺
🗿
🗽
⛲️
🗼
🏰
🏯
🏟
🎡
🎢
🎠
🏖
🏝
🏔
🗻
🌋
🏜
🏕
⛺️
🛤
🛣
🏗
🏭
🏠
🏡
🏘
🏚
🏢
🏬
🏣
🏤
🏥
🏦
🏨
🏪
🏫
🏩
💒
🏛
⛪️
🕌
🕍
🕋
🗾
🎑
🏞
🌅
🌄
🌠
🎇
🎆
🌇
🌆
🏙
🌃
🌌
🌉
🌁

Objects

⌚️
📱
📲
💻
⌨️
🖥
🖨
🖱
🖲
🕹
🗜
💽
💾
💿
📀
📼
📷
📸
📹
🎥
📽
🎞
📞
☎️
📟
📠
📺
📻
🎙
🎚
🎛
🕰
⌛️
📡
🔋
🔌
💡
🔦
🕯
🗑
🛢
💸
💵
💴
💶
💷
💰
💳
💎
⚖️
🔧
🔨
🛠
🔩
⚙️
🔫
💣
🔪
🗡
⚔️
🛡
🚬
⚰️
⚱️
🏺
🔮
📿
💈
⚗️
🔭
🔬
🕳
💊
💉
🌡
🚽
🚰
🚿
🛁
🛀
🛎
🔑
🗝
🚪
🛋
🛏
🛌
🖼
🛍
🛒
🎁
🎈
🎏
🎀
🎊
🎉
🎎
🏮
🎐
✉️
📩
📨
📧
💌
📥
📤
📦
🏷
📪
📫
📬
📭
📮
📯
📜
📃
📄
📑
📊
📈
📉
🗒
🗓
📆
📅
📇
🗃
🗳
🗄
📋
📁
📂
🗂
🗞
📰
📓
📔
📒
📕
📗
📘
📙
📚
📖
🔖
🔗
📎
🖇
📐
📏
📌
📍
✂️
🖊
🖋
✒️
🖌
🖍
📝
✏️
🔍
🔎
🔏
🔐
🔒
🔓

Symbols

❤️
💛
💚
💙
💜
🖤
💔
❣️
💕
💞
💓
💗
💖
💘
💝
💟
☮️
✝️
☪️
🕉
☸️
✡️
🔯
🕎
☯️
☦️
🛐
♈️
♉️
♊️
♋️
♌️
♍️
♎️
♏️
♐️
♑️
♒️
♓️
🆔
⚛️
☢️
☣️
🉑
📴
📳
🈶
🈚️
🈸
🈺
🈷️
✴️
🆚
💮
🉐
㊙️
㊗️
🈴
🈵
🈹
🈲
🅰️
🅱️
🆎
🅾️
🆑
🆘
⭕️
🛑
⛔️
📛
🚫
💯
💢
♨️
🚷
🚯
🚳
🚱
🔞
📵
🚭
❗️
‼️
⁉️
🔅
🔆
〽️
⚠️
🚸
🔱
⚜️
🔰
♻️
🈯️
💹
❇️
✳️
🌐
💠
Ⓜ️
🌀
💤
🏧
🚾
♿️
🅿️
🈳
🈂️
🛂
🛃
🛄
🛅
🚹
🚺
🚼
🚻
🚮
🎦
📶
🈁
🔣
ℹ️
🔤
🔡
🔠
🆖
🆗
🆙
🆒
🆕
🆓
0️⃣
1️⃣
2️⃣
3️⃣
4️⃣
5️⃣
6️⃣
7️⃣
8️⃣
9️⃣
🔟
🔢
#️⃣
*️⃣
▶️
◀️
🔼
🔽
➡️
⬅️
⬆️
⬇️
↗️
↘️
↙️
↖️
↕️
↔️
↪️
↩️
⤴️
⤵️
🔀
🔁
🔂
🔄
🔃
🎵
🎶
✖️
💲
💱
™️
©️
®️
〰️
🔚
🔙
🔛
🔝
✔️
☑️
🔘
⚪️
⚫️
🔴
🔵
🔺
🔻
🔸
🔹
🔶
🔷
🔳
🔲
▪️
▫️
◾️
◽️
◼️
◻️
⬛️
⬜️
🔈
🔇
🔉
🔊
🔔
🔕
📣
📢
👁‍🗨
💬
💭
🗯
♠️
♣️
♥️
♦️
🃏
🎴
🀄️

Clocks

🕐
🕑
🕒
🕓
🕔
🕕
🕖
🕗
🕘
🕙
🕚
🕛
🕜
🕝
🕞
🕟
🕠
🕡
🕢
🕣
🕤
🕥
🕦
🕧

  1. Você conseguiu juntar o que há de melhor ao que há de pior num contraponto poético mas de entrelinhas profundas e densas, numa sutileza invejável, própria dos grandes e criativos articulistas. Estou diante de uma página de profundo cunho político e, ao mesmo tempo, literária e bela.
    Mauricie Rigatto.

  2. Meu dileto e preclaro amigo Cadu. Presto a você minhas reverências pela lucidez do texto. Surpreso, com a sua forma de interagir com os astros, conspirando a favor do resgate dos princípios éticos e morais, tão aviltados pela esquerda nos últimos anos. Feliz por reencontrá-lo, ainda que afastados no tempo.
    Saudações verde-oliva. Brasil acima de tudo;Deus acima de todos.
    Abraço
    Reuben

  3. Então… agora quem olha para o Céu sou eu e vejo nele uma Estrela de 5ª grandeza. Me tranquilizo e ouço uma canção que vem dos Deuses… esse Cadu é formidável e sabe muito bem conversar não só com as estrelas, mas com a lua, o sol e tudo mais!!! Não me canso de falar: bravo Cadu!!! A estrela maior é vc meu caro!
    Palmena

  4. Acho que estamos vivendo mesmo no ” vai ou racha “. E, quanto conversar com as estrelas, é um hábito antigo meu ! Você está certíssimo Dr. Leão e, não nos deixe sem suas crônicas, tá !
    Beth

  5. “Nada a ver com insanidade mental ” . Brilhante Cadu , uma crônica linda ! . Precisamos das bênçãos dos céus , da aragem do sagrado , observemos as estrelas , elas que apontam as direções . Que Deus abençoe o nosso Brasil . Grande abraço , nina Falci

  6. Oi Cadu, só agora saí da casa da Lulu, onde conseguimos reunir os filhos e netos de São Paulo.
    Azar o meu, só agora pude ouvir estrelas. Ora, direis, não fez falta. Mas fez; talvez não pra vós, o autor da voz das estrelas, mas certamente pra mim que perdi por não ter podido ouvi-las antes!
    Muito bom Cadu. Dito com todos os “ff” e “rr” com que essa coisa precisa ser dita!
    Parabéns, Cadu! Gostei muito.

    Sérgio Menin

  7. Que Crônica é essa meu querido???
    Ainda acha que pode ficar
    ” ausente ” por muito tempo???
    Até que as vezes olho pro céu e tento desabafar com as estrelas…
    Elas nunca me escutam…
    Beijo nesse coração lindo!

    Soêmis Leão

  8. Caro Confrade e amigo Cadu. Sua bela crônica fez-me lembrar com muita saudade do meu querido e sábio pai que com muita frequência cantando ou declamando nos estimulava a olhar os Céus e aprender a ouvir estrelas, dizendo que elas estão bem próximas de Deus e a Ele levariam nossas suplicas. Na época o mundo vivia a interminável Segunda Guerra mundial uma terrivel catástrofe que um dia acabou. As estrelas continuam perto de Deus . Elas nos ouvem também e levarão a Ele nossas süplicas para que liberte nosso grande Brasil das garras dos demonios que nos atormentam. Parabens mais uma cez. Ernesto.

  9. Dr. Carlos Eduardo Leão, o famoso [b]CADU, [/b]não o conheço pessoalmente, somente pelos Congressos de Cirurgia Plástica, mas me tornei um grande admirador, pelas suas convicções e conceitos de vida, que tenho certeza, vieram do “berço” e que eu tanto admiro e defendo: [b]família, religião e pátria[/b]…
    Que [b]DEUS [/b]ilumine o senhor e toda a sua família!
    Grande abraço

  10. Para quem colocou que o Brasil se acaba em um desgoverno miliciano,educadamente devo discordar. Apesar da pandemia vivida, tivemos no ano que passou mais uma safra recorde. Produzimos mais de 10 bilhões de reais com o agronegócio. E continuamos crescendo com o empenho da atual ministra Teresa Cristina e do PR. Ainda sim nosso agronegócio rende menos que o da Holanda. Estamos a duras penas tentando nos manter de pé após anos de governos de esquerda que entre outras coisas deixaram nosso SUS totalmente de guarda baixa, com hospitais sucateados e com consequências nitidamente notadas nas demandas da Covid como falta de oxigênio e hospitais de campanha bem como respiradores.

    O que foi brilhantemente colocado retrata o ataque gratuito e contínuo daqueles que por anos vivem como os imperadores romanos. Basta comida e diversão que o povo se cala. Não me considero gado de forma alguma, muito do meu pensamento vem sendo lapidado por este grande escritor capixaba de origem e mineiro de coração. Mas estamos saindo da tempestade, depois verão que países como a Bélgica que usou até drones para manter o seu lockdown está no topo dos países com mais morte por milhão com a Covid e São Paulo se fosse país ocuparia o 14 lugar bem a nossa frente, sob a batuta de um facínora de calça apertada.

    Quem ri por último ri melhor! Parabéns Mestre Cadu

  11. Sr Anônimo, parece que vc tem uma paixão enrustida pelo cronista!
    Fica ansioso pelas suas postagens, quase sempre é o primeiro a comentar! Deve até se sentir bem aliviado ao colocar pra fora tanto sentimento ruim e tóxico!!!
    Impressionante como vc da tanta importância a um “ sociopata” como vc o define. Cuidado viu?! A inveja causa esse tipo de descontrole emocional! Vc deveria se tratar!!!
    Fica a dica…
    José Bycco

  12. Cada, você me lembra a máxima de Jung quando fala na “Individuação”. Falar e fazer coisas diferentes de outros. Coisas que só você faz. Sem o “copia e cola” Tão comum hoje em dia. Num terreno árido da política você consegue ter a sensibilidade de um artista para escrever. Orgulho de ser seu colega de turma na faculdade.

  13. Cadu como perspicaz é o amigo veja como procede ao falar no calça justa. Não perde tempo mostra o clara e objetivamente como ODEIA os políticos da oposição. Viva BOUSONARO , você está certo DOUTOR. Abraços. Minir Sarsur

Previous Post

OBRIGADO, 2020! BENVINDO, 2021!

Next Post

É ISSO AÍ, JAIR CONDENSADO!

Related Posts
Total
0
Share