a posse do seculo

A POSSE DO SÉCULO

Faraônica, dantesca, improvável, a coroação no TSE foi, no mínimo, constrangedora e irreal.

Nunca antes na história desse país, talvez do mundo, viu-se algo parecido. Vídeos, ainda do cinema mudo, que  mostram a coroação de Elizabeth II; os casamentos de Charles e seus filhos; a ocupação do trono de Pedro por Papas contemporâneos; posses de presidentes, aqui e “abroad”, nada, absolutamente nada, se compara, em proporção, à festa de posse do novo presidente do TSE.

Trata-se de um tribunal administrativo formado por servidores públicos federais, cujas efetivações dos ex-mandatários se davam, até então, na calada de qualquer tarde da semana, numa cerimônia para funcionários, alguns ministros de lá e daquela Suprema Mansão, regadas a um bom café conilon sem broca, pão de queijo dos “bão” e suco das laranjas do pomar dos Cutrale. À noite, entre uma mentira e outra, aquela conhecida mídia anunciava, “en passant” e protocolarmente, a boa nova do Planalto. Apenas isso. Nada mais.

Um anfiteatro elegante forrado com o clássico tapete vermelho que, através dos séculos representa a passarela dos eminentes, dos honrados que se fazem merecedores da glória de pisa-lo. Por lá, governadores, prefeitos, autoridades dos Poderes, gente do alto escalação e outros tipos igualmente honrados.

Fontes fidedignas afirmam que Aladim foi contratado para trazer “aquele” tapete que estava em destaque no auditório. Não se sabe se era Tabriz, Isphaham ou Nain, mas estava na Caverna das Delícias. O certo é que foi estrategicamente colocado para que Larry, Joe, Moe e a Princesa Jasmine (segundo o DataFolha, claro) pudessem se destacar naquela multidão imperial. Até que o “Maitre D’honneur” “avisou, avisou, avisou que ia rolar a festa e que o Povo de Preto do gueto reforçava que todos podiam vir, podiam chegar, misturando o mundo inteiro pra ver o que é que dá”.

 “Tinha gente de toda cor, toda raça e toda fé. Guitarras de rock’n roll e batuque de candomblé” deram um toque charmoso ao Hino Nacional que, durante sua execução, apenas duas pessoas, entre centenas, levaram suas mãos direitas ao coração em sinal de respeito e amor supremo à pátria.

E lá o “vale, vale tudo, vale o que vier, vale o que quisermostrava-se presente através de um espetáculo patético, com discursos de um puxa-saquismo constrangedor, culminando com a fala dura, de tom visivelmente vingativo, prepotente e intimidatório de um empossando que mostrava um fácies de rancor aliado a uma retórica agressiva que pontificava nossas urnas eletrônicas como símbolo pátrio de máximo orgulho, deixando claro em suas entrelinhas que ali, naquele recinto, “só não valia dançar homem com homem nem mulher com mulher. O resto valia.”

E aquela audiência encomendada aplaudia, embevecida e frenética, a defesa da democracia e da liberdade. A hipocrisia emociona! Era tanta alegria naquele circo que levou a jornalista militante Natuza Neri afirmar que a desenvoltura do ladrão perdoado em relação a Bolsonaro era tanta que ele, o descondenado, já era tratado como novo presidente do Brasil.

E quando o PR trocou cochichos com o empossando, elocubrações mis apareceram nas redes sociais da esquerdalha. O que teriam conversado? A sorte é que Aladim, além do tapete, trouxe a lâmpada. Um esfregadela, e o gênio respondeu: “Não sei o que foi dito, mas, certamente, o PR exerceu com máxima competência os ensinamentos de “A Arte da Guerra” de Sun Tzu: “Na guerra finja! Esconda suas reais intenções! Confunda seus inimigos!”

“É hora de abrir nossas asas, soltar nossas feras, cair na gandaia, entrar nessa festa e levar conosco o sonho mais louco de ver esse 7 de setembro, lindo, leve e solto.” 

Total
1
Shares
52 comments
Deixe um comentário

Emoji Keyboard

Smileys

😀
😁
😂
🤣
😃
😄
😅
😆
😉
😊
😋
😎
😍
😘
😗
😙
😚
🙂
🤗
🤩
🤔
🤨
😐
😑
😶
🙄
😏
😣
😥
😮
🤐
😯
😪
😫
😴
😌
😛
😜
😝
🤤
😒
😓
😔
😕
🙃
🤑
😲
☹️
🙁
😖
😞
😟
😤
😢
😭
😦
😧
😨
😩
🤯
😬
😰
😱
😳
🤪
😵
😡
😠
🤬
😷
🤒
🤕
🤢
🤮
🤧
😇
🤠
🤡
🤥
🤫
🤭
🧐
🤓
😈
👿
👹
👺
💀
👻
👽
🤖
💩
😺
😸
😹
😻
😼
😽
🙀
😿
😾

People

👶
👦
👧
👨
👩
👴
👵
👨‍⚕️
👩‍⚕️
👨‍🎓
👩‍🎓
👨‍⚖️
👩‍⚖️
👨‍🌾
👩‍🌾
👨‍🍳
👩‍🍳
👨‍🔧
👩‍🔧
👨‍🏭
👩‍🏭
👨‍💼
👩‍💼
👨‍🔬
👩‍🔬
👨‍💻
👩‍💻
👨‍🎤
👩‍🎤
👨‍🎨
👩‍🎨
👨‍✈️
👩‍✈️
👨‍🚀
👩‍🚀
👨‍🚒
👩‍🚒
👮
👮‍♂️
👮‍♀️
🕵️‍♂️
🕵️‍♀️
💂‍♂️
💂‍♀️
👷‍♂️
👷‍♀️
🤴
👸
👳‍♂️
👳‍♀️
👲
🧕
🧔
👱
👱‍♂️
👱‍♀️
🤵
👰
🤰
🤱
👼
🎅
🤶
🧙‍♀️
🧙‍♂️
🧚‍♀️
🧚‍♂️
🧛‍♀️
🧛‍♂️
🧜‍♀️
🧜‍♂️
🧝‍♀️
🧝‍♂️
🧞‍♀️
🧞‍♂️
🧟‍♀️
🧟‍♂️
🙍
🙍‍♂️
🙍‍♀️
🙎
🙎‍♂️
🙎‍♀️
🙅
🙅‍♂️
🙅‍♀️
🙆‍♂️
🙆‍♀️
💁‍♂️
💁‍♀️
🙋
🙋‍♂️
🙋‍♀️
🙇
🙇‍♂️
🙇‍♀️
🤦
🤦‍♂️
🤦‍♀️
🤷
🤷‍♂️
🤷‍♀️
💆
💆‍♂️
💆‍♀️
💇
💇‍♂️
💇‍♀️
🚶
🚶‍♂️
🚶‍♀️
🏃
🏃‍♂️
🏃‍♀️
💃
🕺
👯
👯‍♂️
👯‍♀️
🧖‍♀️
🧖‍♂️
🕴
🗣
👤
👥
👫
👬
👭
💏
👨‍❤️‍💋‍👨
👩‍❤️‍💋‍👩
💑
👨‍❤️‍👨
👩‍❤️‍👩
👪
👨‍👩‍👦
👨‍👩‍👧
👨‍👩‍👧‍👦
👨‍👩‍👦‍👦
👨‍👩‍👧‍👧
👨‍👨‍👦
👨‍👨‍👧
👨‍👨‍👧‍👦
👨‍👨‍👦‍👦
👨‍👨‍👧‍👧
👩‍👩‍👦
👩‍👩‍👧
👩‍👩‍👧‍👦
👩‍👩‍👦‍👦
👩‍👩‍👧‍👧
👨‍👦
👨‍👦‍👦
👨‍👧
👨‍👧‍👦
👨‍👧‍👧
👩‍👦
👩‍👦‍👦
👩‍👧
👩‍👧‍👦
👩‍👧‍👧
🤳

Handsigns

💪
👈
👉
☝️
👆
🖕
👇
✌️
🤞
🖖
🤘
🖐
👌
👍
👎
👊
🤛
🤜
🤚
👋
🤟
✍️
👏
👐
🙌
🤲
🙏
🤝
💅
👂
👃
👣
👀
👁
🧠
👅
👄
💋

Clothing

👓
🕶
👔
👕
👖
🧣
🧤
🧥
🧦
👗
👘
👙
👚
👛
👜
👝
🎒
👞
👟
👠
👡
👢
👑
👒
🎩
🎓
🧢
💄
💍
🌂
💼

Animals

🐶
🐱
🐭
🐹
🐰
🦊
🐻
🐼
🐨
🐯
🦁
🐮
🐷
🐽
🐸
🐵
🙈
🙉
🙊
🐒
🐔
🐧
🐦
🐤
🐣
🐥
🦆
🦅
🦉
🦇
🐺
🐗
🐴
🦄
🐝
🐛
🦋
🐌
🐚
🐞
🐜
🕷
🕸
🐢
🐍
🦎
🦂
🦀
🦑
🐙
🦐
🐠
🐟
🐡
🐬
🦈
🐳
🐋
🐊
🐆
🐅
🐃
🐂
🐄
🦌
🐪
🐫
🐘
🦏
🦍
🐎
🐖
🐐
🐏
🐑
🐕
🐩
🐈
🐓
🦃
🕊
🐇
🐁
🐀
🐿
🐾
🐉
🐲
🌵
🎄
🌲
🌳
🌴
🌱
🌿
☘️
🍀
🎍
🎋
🍃
🍂
🍁
🍄
🌾
💐
🌷
🌹
🥀
🌻
🌼
🌸
🌺
🌎
🌍
🌏
🌕
🌖
🌗
🌘
🌑
🌒
🌓
🌔
🌚
🌝
🌞
🌛
🌜
🌙
💫
⭐️
🌟
⚡️
🔥
💥
☄️
☀️
🌤
⛅️
🌥
🌦
🌈
☁️
🌧
🌩
🌨
☃️
⛄️
❄️
🌬
💨
🌪
🌫
🌊
💧
💦
☔️

Food

🍏️
🍎️
🍐️
🍊️
🍋️
🍌️
🍉️
🍇️
🍓️
🍈️
🍒️
🍑️
🍍️
🥝️
🥑️
🍅️
🍆️
🥒️
🥕️
🌽️
🌶️
🥔️
🍠️
🌰️
🥜️
🍯️
🥐️
🍞️
🥖️
🧀️
🥚️
🍳️
🥓️
🥞️
🍤️
🍗️
🍖️
🍕️
🌭️
🍔️
🍟️
🥙️
🌮️
🌯️
🥗️
🥘️
🍝️
🍜️
🍲️
🍥️
🍣️
🍱️
🍛️
🍚️
🍙️
🍘️
🍢️
🍡️
🍧️
🍨️
🍦️
🍰️
🎂️
🍮️
🍭️
🍬️
🍫️
🍿️
🍩️
🍪️
🥛️
🍼️
☕️️
🍵️
🍶️
🍺️
🍻️
🥂️
🍷️
🥃️
🍸️
🍹️
🍾️
🥄️
🍴️
🍽️

Activities

⚽️️
🏀️
🏈️
⚾️️
🎾️
🏐️
🏉️
🎱️
🏓️
🏸️
🥅️
🏒️
🏑️
🏏️
⛳️️
🏹️
🎣️
🥊️
🥋️
⛸️
🎿️
⛷️
🏂️
🏋️‍♀️️
🏋️️
🤺️
🤼‍♀️️
🤼‍♂️️
🤸‍♀️️
🤸‍♂️️
⛹️‍♀️️
⛹️️
🤾‍♀️️
🤾‍♂️️
🏌️‍♀️️
🏌️️
🏄‍♀️️
🏄️
🏊‍♀️️
🏊️
🤽‍♀️️
🤽‍♂️️
🚣‍♀️️
🚣️
🏇️
🚴‍♀️️
🚴️
🚵‍♀️️
🚵️
🎽️
🏅️
🎖️
🥇️
🥈️
🥉️
🏆️
🏵️
🎗️
🎫️
🎟️
🎪️
🤹‍♀️️
🤹‍♂️️
🎭️
🎨️
🎬️
🎤️
🎧️
🎼️
🎹️
🥁️
🎷️
🎺️
🎸️
🎻️
🎲️
🎯️
🎳️
🎮️
🎰️

Travel

🚗
🚕
🚙
🚌
🚎
🏎
🚓
🚑
🚒
🚐
🚚
🚛
🚜
🛴
🚲
🛵
🏍
🚨
🚔
🚍
🚘
🚖
🚡
🚠
🚟
🚃
🚋
🚞
🚝
🚄
🚅
🚈
🚂
🚆
🚇
🚊
🚉
🚁
🛩
✈️
🛫
🛬
🚀
🛰
💺
🛶
⛵️
🛥
🚤
🛳
🚢
⚓️
🚧
⛽️
🚏
🚦
🚥
🗺
🗿
🗽
⛲️
🗼
🏰
🏯
🏟
🎡
🎢
🎠
🏖
🏝
🏔
🗻
🌋
🏜
🏕
⛺️
🛤
🛣
🏗
🏭
🏠
🏡
🏘
🏚
🏢
🏬
🏣
🏤
🏥
🏦
🏨
🏪
🏫
🏩
💒
🏛
⛪️
🕌
🕍
🕋
🗾
🎑
🏞
🌅
🌄
🌠
🎇
🎆
🌇
🌆
🏙
🌃
🌌
🌉
🌁

Objects

⌚️
📱
📲
💻
⌨️
🖥
🖨
🖱
🖲
🕹
🗜
💽
💾
💿
📀
📼
📷
📸
📹
🎥
📽
🎞
📞
☎️
📟
📠
📺
📻
🎙
🎚
🎛
🕰
⌛️
📡
🔋
🔌
💡
🔦
🕯
🗑
🛢
💸
💵
💴
💶
💷
💰
💳
💎
⚖️
🔧
🔨
🛠
🔩
⚙️
🔫
💣
🔪
🗡
⚔️
🛡
🚬
⚰️
⚱️
🏺
🔮
📿
💈
⚗️
🔭
🔬
🕳
💊
💉
🌡
🚽
🚰
🚿
🛁
🛀
🛎
🔑
🗝
🚪
🛋
🛏
🛌
🖼
🛍
🛒
🎁
🎈
🎏
🎀
🎊
🎉
🎎
🏮
🎐
✉️
📩
📨
📧
💌
📥
📤
📦
🏷
📪
📫
📬
📭
📮
📯
📜
📃
📄
📑
📊
📈
📉
🗒
🗓
📆
📅
📇
🗃
🗳
🗄
📋
📁
📂
🗂
🗞
📰
📓
📔
📒
📕
📗
📘
📙
📚
📖
🔖
🔗
📎
🖇
📐
📏
📌
📍
✂️
🖊
🖋
✒️
🖌
🖍
📝
✏️
🔍
🔎
🔏
🔐
🔒
🔓

Symbols

❤️
💛
💚
💙
💜
🖤
💔
❣️
💕
💞
💓
💗
💖
💘
💝
💟
☮️
✝️
☪️
🕉
☸️
✡️
🔯
🕎
☯️
☦️
🛐
♈️
♉️
♊️
♋️
♌️
♍️
♎️
♏️
♐️
♑️
♒️
♓️
🆔
⚛️
☢️
☣️
🉑
📴
📳
🈶
🈚️
🈸
🈺
🈷️
✴️
🆚
💮
🉐
㊙️
㊗️
🈴
🈵
🈹
🈲
🅰️
🅱️
🆎
🅾️
🆑
🆘
⭕️
🛑
⛔️
📛
🚫
💯
💢
♨️
🚷
🚯
🚳
🚱
🔞
📵
🚭
❗️
‼️
⁉️
🔅
🔆
〽️
⚠️
🚸
🔱
⚜️
🔰
♻️
🈯️
💹
❇️
✳️
🌐
💠
Ⓜ️
🌀
💤
🏧
🚾
♿️
🅿️
🈳
🈂️
🛂
🛃
🛄
🛅
🚹
🚺
🚼
🚻
🚮
🎦
📶
🈁
🔣
ℹ️
🔤
🔡
🔠
🆖
🆗
🆙
🆒
🆕
🆓
0️⃣
1️⃣
2️⃣
3️⃣
4️⃣
5️⃣
6️⃣
7️⃣
8️⃣
9️⃣
🔟
🔢
#️⃣
*️⃣
▶️
◀️
🔼
🔽
➡️
⬅️
⬆️
⬇️
↗️
↘️
↙️
↖️
↕️
↔️
↪️
↩️
⤴️
⤵️
🔀
🔁
🔂
🔄
🔃
🎵
🎶
✖️
💲
💱
™️
©️
®️
〰️
🔚
🔙
🔛
🔝
✔️
☑️
🔘
⚪️
⚫️
🔴
🔵
🔺
🔻
🔸
🔹
🔶
🔷
🔳
🔲
▪️
▫️
◾️
◽️
◼️
◻️
⬛️
⬜️
🔈
🔇
🔉
🔊
🔔
🔕
📣
📢
👁‍🗨
💬
💭
🗯
♠️
♣️
♥️
♦️
🃏
🎴
🀄️

Clocks

🕐
🕑
🕒
🕓
🕔
🕕
🕖
🕗
🕘
🕙
🕚
🕛
🕜
🕝
🕞
🕟
🕠
🕡
🕢
🕣
🕤
🕥
🕦
🕧

  1. Apesar de tardio analisando a posse do senhor ministro faz se algumas perguntas?
    Pode haver isenção para alguém que a pouco tempo era secretário
    De justiça no Governo de Geraldo Alckmin em São Paulo?
    Qual isenção mostra esse novo chefe do TSE ao determinar busca e apreensão de computadores e arquivos de empresários sabidamente apoiadores do PR?
    Ele continua sendo um juiz com cacuete de delegado e viés de ditador..

    Osiris

  2. Inacreditável o que temos aturado !!!
    Como sempre VOCÊ falou tudo o que os bolsonarianos gostariam de dizer … com tanta maestria e elegância que apesar do teor do assunto … encantou – me !!! O que me acalenta é ter FÉ que DEUS fará a OBRA tão esperada por NÓS . PARABÉNS !!!
    🇧🇷🇧🇷🇧🇷👏👏👏💚🙏🙏🙏

  3. Arrasou !!! E vai rolar a festa da liberdade neste 7 de setembro !!! Vamos pra rua !!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  4. Aí, Cadu!
    Você, sempre você!
    Frase final do segundo parágrafo do seu excelente artigo,: “apenas isso, nada mais”. Seu frasear me lembra Alan Põe: nada mais, never more. Nada e nunca,; ausência de matéria e ausência de tempo.
    La pelas tantas, você me trás a bela Natuza. Bela e vazia.Filha do Sebastião Tiquetique nervoso, Tião Nery! que em seu livro de memórias que tive o desprazer de ler. O nosso querido Tião até que vinha mais ou menos bem, até que cita e traduz: “ridendo castigat mores”, como, rindo se castiga os mouros. Mores, costumes, virou mouros. La está! Quem quiser confira.
    Ah, Cadu, essa esquerda festiva e analfabeta.
    Tivessem pelo menos lido Gramsci, ou lido Marx e entendido, porque os poucos que leram não entenderam.
    É isso, amigo velho Cadu! A esquerdalha ainda vai aprender a ler e escrever, longe do lixo de Paulo Freire.
    Então, quem sabe, a ficha cai.
    Abraço, amigo. Pra cima deles!
    Seu de fé!
    Juarez Machado

  5. Parabéns Cadu pela sua bem elaborada e inteligente crônica, onde um deboche velado está presente nas entrelinhas e um humor bem elaborado onde vc coloca os fatos , usando muito bem, letras de nossas músicas ! Adorei !!! Aqui pra nós:
    Será estratégia de nosso Presidente , aquele cochicho com o careca ? 🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔🫢🫢🫢🫢 Vamos com toda força e glória para o dia 7 DE SETEMBRO! BEIJÃO
    Sônia Saadi

  6. Leão não se omite. Bota a cara à tapa. A gente quase sente o que ele sente. Nós sentimos mas ele põe nas letras.
    Jorge Miranda

  7. Muito bom , Leão! Vc foi cirúrgico e preciso … não se confundiu , nem foi eletrocutado pela turma presente… era muita energia negativa junta…
    Francisco

  8. QUE ÓPERA BUFA A POSSE NESTE TRIBUNAL! O TAPETE DO ALADIM, REUNIU OS COMPARSAS E ATORES MAIS EVIDENTES! ABS. DO JOSÉ SÍLVIO RIOS

  9. Talvez a sua obra prima!
    Publique, publique, publique.
    Repassem, repassem, repassem.
    Levem às mesas de bares, aos campos de futebol, às pescarias, às rodas de pôquer, de canastra, de truco…
    Que chegue ao conhecimento de todos os brasileiros essa histórica posse da vergonha e da hipocrisia.
    Parabéns, Cadú. Flávio Ramos

  10. Cadú – Atrevo-me a dizer que nessa cônica você se superou. Deliciosa para se ler, instigante para o leitor descobrir as entrelinhas. Só faço um reparo: você não se referiu ao que eu não vi, mas li em várias fontes: que o descondenado, o mais honesto de todos os homens, o camaleão imbativel e profundo apreciador da 51, e de toda a sequência numérica da “marvada”, ao cumprimentar o empossado, seu ilustre protetor, deu-lhe alguns tapinhas na cara, tal e qual se faz com o totozinho que vem lamber os pés do seu dono. Se se questiona o que nosso digno Presidente falou com o indigno magistrado, atrás das mãos espalmadas (espero que nenhuma referência menos nobre à sua progenitora…), gostaria mesmo é de saber o que foi murmurado entre os tapinhas na divina face. Ah! Isso seria delicioso saber… Abraços, com minha admiração. Evaldo

  11. Respeito sua posição, suas opiniões, mas nesses anos todos que estou na política só tenho uma coisa a te dizer: nada mudou! Todos os poderes são iguais, todos se comportam da mesma forma. O que existe é uma competição de quem (me desculpe a sinceridade e a expressão! ) FODE mais o país! Triste….😔
    Daniele

  12. Excelente, Cadu!!!
    À cada dia que passa mais admiro sua Arte de escrever e sua profunda cultura, não somente do idioma, mas principalmente em ver a vida e os acontecimentos como se mostram na mesquinhez de parecer e querer ser. Grande abraço.
    Jorge Safe

  13. Só você consegue discorrer com maestria sobre “esse acontecimento”.
    Esses “caras”… que DEUS nos livre.
    Alexandre Wagner

  14. Grande Cadu, sensacional, retratou muito bem mais um “ circo “que tem essa mídia desonesta e esquerdopata endeusando e dando destaque a esta palhaçada.
    Fernando Bhering

Previous Post
a carta da vergonha alheia

A CARTA DA VERGONHA ALHEIA

Next Post

BONNER, RENATA E AS TRÊS PALAVRAS

Related Posts
Total
1
Share