Covid-19 e Milagre

Será que o coronavírus erradicou as outras doenças no Brasil e no mundo? Não tenho notícia de outra causa de morte esse ano. Estranho, não?

O cronista vive do “insight”. Algo que o inspire e o faça correr pro teclado e escrever. E tem que ser rápido se não ele, o insight, passa e perde-se o fio da meada. Hoje, a minha fonte de inspiração são os doutores Honório Menezes, de excelente texto, e André Miolo, de criativos “stories” no Instagram. Pensamos igual, somos médicos e por essa máxima razão super respeitamos o coronavírus mas, por incrível que pareça, achamos que há nele um lado oculto a ser estudado. 

Desde que apareceu no mundo e aqui no Brasil, o corona chinês praticamente erradicou outras “causa mortis”. Ninguém mais morreu de outra coisa. Acabaram- se os infartes e AVCs, que até ano passado matavam 300 mil brasileiros/ano. A dengue, coitadinha, caiu totalmente no ostracismo. Mas também, só matou 754 em 2019 e nos dois primeiros meses de 2020 apenas 94 mil novos casos. Caiu de moda, filhinha. Você não é mais notícia.  Desnutrição, Enfisema, HIV, Diabetes e Câncer desapareceram dos atestados de óbito brasileiros. 

Tuberculose não tem nem glamour nem importância. Matou mais de 4 mil patrícios em 2019 e por um “lapso” jornalístico desapareceu do noticiário. Acidentes de trânsito são coisas do passado na traumatologia médica e não mata mais ninguém. Esse verdadeiro milagre estende-se à violência. Nenhum tiro matou qualquer brasileiro desde que o coronavírus chegou por aqui o que nos faz crer que a única morte que se admite é a causada por ele. Até alguns governadores tem instruído as pessoas a morrerem de coronavírus e que, na dúvida, seja sempre ele, o coronavírus, o causador. Se alguém, por rara violência, morrer por um tiro na barriga, a causa mortis será o covid-19 caso não se tenha certeza do calibre do projétil assassino. 

Quando não mata, há forte suspeita de que o coronavírus promova alterações mentais a serem estudadas pela ciência. Ciro Gomes se juntar ao Poste e Lula, de gravata verde-amarela, falar bem do governo e defender Bolsonaro de ataques da imprensa, são exemplos inequívocos desta suspeita clínica. Alguém sabe do paradeiro de Ronaldinho Gaúcho? Alguém tem notícia do Flamengo, do Palmeiras ou da Seleção? Quem saiu do BBB? Alguém se arrisca? Ou seja, gente, a extrema-imprensa que já é sabidamente lesada pelo vírus da inconsequência, piorou com esse análogo chinês e não há outra palavra em seu dicionário venal que não seja coronavírus, disseminando pânico, desestabilizando a nação na espúria tentativa de derrubar o presidente, a única chance que ela tem de continuar respirando. 

Estou escrevendo e assistindo a CNN, uma versão atualizada da Globo. Na entrevista de hoje, o time governamental reunido estava acrescido de Ministérios afins, além da Saúde, numa atuação multi e interministerial, importante na logística do combate. Mas os ferinos estão aqui vociferando de que isso é uma perda de prestígio do competente Ministro da Saúde. É inacreditável! Perguntado se ele deixaria o governo, antes de Mandetta responder, Braga Netto, o chefe da entrevista, tomou o microfone e se antecipou ao arguido, respondendo com um sonoro e definitivo “não” e que “não há essa possibilidade”. Mas, uma âncora loira, bem ao estilo Barbie paraguaia, entendeu que Braga Netto respondeu, titubeante, que, “por enquanto não”. E outros comentaristas seguiram a linha da Barbie e, dissimulados, criam uma narrativa imoral, mentirosa e de instabilidade institucional. Eu assisti ao vivo, meus caros jornalistas. Vocês não têm vergonha na cara de tentar iludir, criar factoides e, torpes, enganar seus assinantes? Concordo com Mandetta. Isso é sórdido. 

O coronavírus, além de mais um problema pandêmico da humanidade, é, no Brasil, o álibi perfeito para os incompetentes, os oportunistas, as viúvas da boquinha, os Lava-jateiros, além de grande aliado da extrema-mídia que nele encontra sua única esperança de sobrevivência, o que seria mais um milagre do “made-in-China”. 

 

Fontes pesquisadas

https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/cienciaesaude/2018/09/casos-de-infarto-aumentam-no-brasil-aponta-levantamento-da-sociedade.html

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/01/brasil-registra-em-2019-segundo-maior-numero-de-mortes-por-dengue-em-21-anos.shtml

https://revistacrescer.globo.com/Criancas/Saude/noticia/2020/03/casos-de-dengue-aumentam-cerca-de-20-no-brasil-em-2020.html

https://www.saude.mg.gov.br/tuberculose

Total
0
Shares
0 comments
Deixe um comentário

Emoji Keyboard

Smileys

😀
😁
😂
🤣
😃
😄
😅
😆
😉
😊
😋
😎
😍
😘
😗
😙
😚
🙂
🤗
🤩
🤔
🤨
😐
😑
😶
🙄
😏
😣
😥
😮
🤐
😯
😪
😫
😴
😌
😛
😜
😝
🤤
😒
😓
😔
😕
🙃
🤑
😲
☹️
🙁
😖
😞
😟
😤
😢
😭
😦
😧
😨
😩
🤯
😬
😰
😱
😳
🤪
😵
😡
😠
🤬
😷
🤒
🤕
🤢
🤮
🤧
😇
🤠
🤡
🤥
🤫
🤭
🧐
🤓
😈
👿
👹
👺
💀
👻
👽
🤖
💩
😺
😸
😹
😻
😼
😽
🙀
😿
😾

People

👶
👦
👧
👨
👩
👴
👵
👨‍⚕️
👩‍⚕️
👨‍🎓
👩‍🎓
👨‍⚖️
👩‍⚖️
👨‍🌾
👩‍🌾
👨‍🍳
👩‍🍳
👨‍🔧
👩‍🔧
👨‍🏭
👩‍🏭
👨‍💼
👩‍💼
👨‍🔬
👩‍🔬
👨‍💻
👩‍💻
👨‍🎤
👩‍🎤
👨‍🎨
👩‍🎨
👨‍✈️
👩‍✈️
👨‍🚀
👩‍🚀
👨‍🚒
👩‍🚒
👮
👮‍♂️
👮‍♀️
🕵️‍♂️
🕵️‍♀️
💂‍♂️
💂‍♀️
👷‍♂️
👷‍♀️
🤴
👸
👳‍♂️
👳‍♀️
👲
🧕
🧔
👱
👱‍♂️
👱‍♀️
🤵
👰
🤰
🤱
👼
🎅
🤶
🧙‍♀️
🧙‍♂️
🧚‍♀️
🧚‍♂️
🧛‍♀️
🧛‍♂️
🧜‍♀️
🧜‍♂️
🧝‍♀️
🧝‍♂️
🧞‍♀️
🧞‍♂️
🧟‍♀️
🧟‍♂️
🙍
🙍‍♂️
🙍‍♀️
🙎
🙎‍♂️
🙎‍♀️
🙅
🙅‍♂️
🙅‍♀️
🙆‍♂️
🙆‍♀️
💁‍♂️
💁‍♀️
🙋
🙋‍♂️
🙋‍♀️
🙇
🙇‍♂️
🙇‍♀️
🤦
🤦‍♂️
🤦‍♀️
🤷
🤷‍♂️
🤷‍♀️
💆
💆‍♂️
💆‍♀️
💇
💇‍♂️
💇‍♀️
🚶
🚶‍♂️
🚶‍♀️
🏃
🏃‍♂️
🏃‍♀️
💃
🕺
👯
👯‍♂️
👯‍♀️
🧖‍♀️
🧖‍♂️
🕴
🗣
👤
👥
👫
👬
👭
💏
👨‍❤️‍💋‍👨
👩‍❤️‍💋‍👩
💑
👨‍❤️‍👨
👩‍❤️‍👩
👪
👨‍👩‍👦
👨‍👩‍👧
👨‍👩‍👧‍👦
👨‍👩‍👦‍👦
👨‍👩‍👧‍👧
👨‍👨‍👦
👨‍👨‍👧
👨‍👨‍👧‍👦
👨‍👨‍👦‍👦
👨‍👨‍👧‍👧
👩‍👩‍👦
👩‍👩‍👧
👩‍👩‍👧‍👦
👩‍👩‍👦‍👦
👩‍👩‍👧‍👧
👨‍👦
👨‍👦‍👦
👨‍👧
👨‍👧‍👦
👨‍👧‍👧
👩‍👦
👩‍👦‍👦
👩‍👧
👩‍👧‍👦
👩‍👧‍👧
🤳

Handsigns

💪
👈
👉
☝️
👆
🖕
👇
✌️
🤞
🖖
🤘
🖐
👌
👍
👎
👊
🤛
🤜
🤚
👋
🤟
✍️
👏
👐
🙌
🤲
🙏
🤝
💅
👂
👃
👣
👀
👁
🧠
👅
👄
💋

Clothing

👓
🕶
👔
👕
👖
🧣
🧤
🧥
🧦
👗
👘
👙
👚
👛
👜
👝
🎒
👞
👟
👠
👡
👢
👑
👒
🎩
🎓
🧢
💄
💍
🌂
💼

Animals

🐶
🐱
🐭
🐹
🐰
🦊
🐻
🐼
🐨
🐯
🦁
🐮
🐷
🐽
🐸
🐵
🙈
🙉
🙊
🐒
🐔
🐧
🐦
🐤
🐣
🐥
🦆
🦅
🦉
🦇
🐺
🐗
🐴
🦄
🐝
🐛
🦋
🐌
🐚
🐞
🐜
🕷
🕸
🐢
🐍
🦎
🦂
🦀
🦑
🐙
🦐
🐠
🐟
🐡
🐬
🦈
🐳
🐋
🐊
🐆
🐅
🐃
🐂
🐄
🦌
🐪
🐫
🐘
🦏
🦍
🐎
🐖
🐐
🐏
🐑
🐕
🐩
🐈
🐓
🦃
🕊
🐇
🐁
🐀
🐿
🐾
🐉
🐲
🌵
🎄
🌲
🌳
🌴
🌱
🌿
☘️
🍀
🎍
🎋
🍃
🍂
🍁
🍄
🌾
💐
🌷
🌹
🥀
🌻
🌼
🌸
🌺
🌎
🌍
🌏
🌕
🌖
🌗
🌘
🌑
🌒
🌓
🌔
🌚
🌝
🌞
🌛
🌜
🌙
💫
⭐️
🌟
⚡️
🔥
💥
☄️
☀️
🌤
⛅️
🌥
🌦
🌈
☁️
🌧
🌩
🌨
☃️
⛄️
❄️
🌬
💨
🌪
🌫
🌊
💧
💦
☔️

Food

🍏️
🍎️
🍐️
🍊️
🍋️
🍌️
🍉️
🍇️
🍓️
🍈️
🍒️
🍑️
🍍️
🥝️
🥑️
🍅️
🍆️
🥒️
🥕️
🌽️
🌶️
🥔️
🍠️
🌰️
🥜️
🍯️
🥐️
🍞️
🥖️
🧀️
🥚️
🍳️
🥓️
🥞️
🍤️
🍗️
🍖️
🍕️
🌭️
🍔️
🍟️
🥙️
🌮️
🌯️
🥗️
🥘️
🍝️
🍜️
🍲️
🍥️
🍣️
🍱️
🍛️
🍚️
🍙️
🍘️
🍢️
🍡️
🍧️
🍨️
🍦️
🍰️
🎂️
🍮️
🍭️
🍬️
🍫️
🍿️
🍩️
🍪️
🥛️
🍼️
☕️️
🍵️
🍶️
🍺️
🍻️
🥂️
🍷️
🥃️
🍸️
🍹️
🍾️
🥄️
🍴️
🍽️

Activities

⚽️️
🏀️
🏈️
⚾️️
🎾️
🏐️
🏉️
🎱️
🏓️
🏸️
🥅️
🏒️
🏑️
🏏️
⛳️️
🏹️
🎣️
🥊️
🥋️
⛸️
🎿️
⛷️
🏂️
🏋️‍♀️️
🏋️️
🤺️
🤼‍♀️️
🤼‍♂️️
🤸‍♀️️
🤸‍♂️️
⛹️‍♀️️
⛹️️
🤾‍♀️️
🤾‍♂️️
🏌️‍♀️️
🏌️️
🏄‍♀️️
🏄️
🏊‍♀️️
🏊️
🤽‍♀️️
🤽‍♂️️
🚣‍♀️️
🚣️
🏇️
🚴‍♀️️
🚴️
🚵‍♀️️
🚵️
🎽️
🏅️
🎖️
🥇️
🥈️
🥉️
🏆️
🏵️
🎗️
🎫️
🎟️
🎪️
🤹‍♀️️
🤹‍♂️️
🎭️
🎨️
🎬️
🎤️
🎧️
🎼️
🎹️
🥁️
🎷️
🎺️
🎸️
🎻️
🎲️
🎯️
🎳️
🎮️
🎰️

Travel

🚗
🚕
🚙
🚌
🚎
🏎
🚓
🚑
🚒
🚐
🚚
🚛
🚜
🛴
🚲
🛵
🏍
🚨
🚔
🚍
🚘
🚖
🚡
🚠
🚟
🚃
🚋
🚞
🚝
🚄
🚅
🚈
🚂
🚆
🚇
🚊
🚉
🚁
🛩
✈️
🛫
🛬
🚀
🛰
💺
🛶
⛵️
🛥
🚤
🛳
🚢
⚓️
🚧
⛽️
🚏
🚦
🚥
🗺
🗿
🗽
⛲️
🗼
🏰
🏯
🏟
🎡
🎢
🎠
🏖
🏝
🏔
🗻
🌋
🏜
🏕
⛺️
🛤
🛣
🏗
🏭
🏠
🏡
🏘
🏚
🏢
🏬
🏣
🏤
🏥
🏦
🏨
🏪
🏫
🏩
💒
🏛
⛪️
🕌
🕍
🕋
🗾
🎑
🏞
🌅
🌄
🌠
🎇
🎆
🌇
🌆
🏙
🌃
🌌
🌉
🌁

Objects

⌚️
📱
📲
💻
⌨️
🖥
🖨
🖱
🖲
🕹
🗜
💽
💾
💿
📀
📼
📷
📸
📹
🎥
📽
🎞
📞
☎️
📟
📠
📺
📻
🎙
🎚
🎛
🕰
⌛️
📡
🔋
🔌
💡
🔦
🕯
🗑
🛢
💸
💵
💴
💶
💷
💰
💳
💎
⚖️
🔧
🔨
🛠
🔩
⚙️
🔫
💣
🔪
🗡
⚔️
🛡
🚬
⚰️
⚱️
🏺
🔮
📿
💈
⚗️
🔭
🔬
🕳
💊
💉
🌡
🚽
🚰
🚿
🛁
🛀
🛎
🔑
🗝
🚪
🛋
🛏
🛌
🖼
🛍
🛒
🎁
🎈
🎏
🎀
🎊
🎉
🎎
🏮
🎐
✉️
📩
📨
📧
💌
📥
📤
📦
🏷
📪
📫
📬
📭
📮
📯
📜
📃
📄
📑
📊
📈
📉
🗒
🗓
📆
📅
📇
🗃
🗳
🗄
📋
📁
📂
🗂
🗞
📰
📓
📔
📒
📕
📗
📘
📙
📚
📖
🔖
🔗
📎
🖇
📐
📏
📌
📍
✂️
🖊
🖋
✒️
🖌
🖍
📝
✏️
🔍
🔎
🔏
🔐
🔒
🔓

Symbols

❤️
💛
💚
💙
💜
🖤
💔
❣️
💕
💞
💓
💗
💖
💘
💝
💟
☮️
✝️
☪️
🕉
☸️
✡️
🔯
🕎
☯️
☦️
🛐
♈️
♉️
♊️
♋️
♌️
♍️
♎️
♏️
♐️
♑️
♒️
♓️
🆔
⚛️
☢️
☣️
🉑
📴
📳
🈶
🈚️
🈸
🈺
🈷️
✴️
🆚
💮
🉐
㊙️
㊗️
🈴
🈵
🈹
🈲
🅰️
🅱️
🆎
🅾️
🆑
🆘
⭕️
🛑
⛔️
📛
🚫
💯
💢
♨️
🚷
🚯
🚳
🚱
🔞
📵
🚭
❗️
‼️
⁉️
🔅
🔆
〽️
⚠️
🚸
🔱
⚜️
🔰
♻️
🈯️
💹
❇️
✳️
🌐
💠
Ⓜ️
🌀
💤
🏧
🚾
♿️
🅿️
🈳
🈂️
🛂
🛃
🛄
🛅
🚹
🚺
🚼
🚻
🚮
🎦
📶
🈁
🔣
ℹ️
🔤
🔡
🔠
🆖
🆗
🆙
🆒
🆕
🆓
0️⃣
1️⃣
2️⃣
3️⃣
4️⃣
5️⃣
6️⃣
7️⃣
8️⃣
9️⃣
🔟
🔢
#️⃣
*️⃣
▶️
◀️
🔼
🔽
➡️
⬅️
⬆️
⬇️
↗️
↘️
↙️
↖️
↕️
↔️
↪️
↩️
⤴️
⤵️
🔀
🔁
🔂
🔄
🔃
🎵
🎶
✖️
💲
💱
™️
©️
®️
〰️
🔚
🔙
🔛
🔝
✔️
☑️
🔘
⚪️
⚫️
🔴
🔵
🔺
🔻
🔸
🔹
🔶
🔷
🔳
🔲
▪️
▫️
◾️
◽️
◼️
◻️
⬛️
⬜️
🔈
🔇
🔉
🔊
🔔
🔕
📣
📢
👁‍🗨
💬
💭
🗯
♠️
♣️
♥️
♦️
🃏
🎴
🀄️

Clocks

🕐
🕑
🕒
🕓
🕔
🕕
🕖
🕗
🕘
🕙
🕚
🕛
🕜
🕝
🕞
🕟
🕠
🕡
🕢
🕣
🕤
🕥
🕦
🕧

  1. Caro Kadu.
    Li.
    Delicie-me com a descrição de “Sai da rua velho” .
    A Eliane sofreu o mesmo preconceito quando caminhava no quarteirão com a cachorrinha.
    Fazer o que?
    Gostei da crônica mesmo!
    Emílio Epifanio

  2. Muito bom, meu querido Cadu! Fiquei com ciúme deste Cristiano, que nem conheço e com certeza mais novo que nossa amizade!
    Eu ainda não preciso de acompanhar no Tif’s mas já estou pensando em virar seu paciente ( minha coroinha está virando uma saída das entradas!
    Obrigado por um texto alegre para variar!
    Só acho um erro fatal: a foto do início, aí nós não temos chance!
    Um grande abraço!
    Mucio

  3. Bom dia,Dr. Carlos.
    Tenho recebido seus textos pelo twitter.
    Este ficou especial.
    Uma mistura de comédia, política com muita realidade.
    A Patrícia não pode ler o seu texto sob pena de achar que fomos comedidos em nosso estoque de combate pandêmico. Afinal, depois do cataclisma conjugal domiciliar dos Cristiano’s , ficamos nos sentindo inseguros.
    Parabéns mais uma vez pelo texto.
    Divulgação feita
    Grande abraço.
    O.s
    P.s.: não mexa em sua cabeça de prata!
    Reynaldo

  4. Divertidíssimo, Cadu! E, assim, vamos levando! Eu ainda tenho a sorte de morar em um prédio onde ocupamos, com filha e genro, nora e filho, mais seis netos, três andares. Trocamos os andares nas comemorações. Almoços de sábados, mantidos em casa. Parabéns pelo brilho da letra! Grande abraço.
    Ithamar Stocchero

  5. O bom humor é algo que encanta. Confesso que vai ser difícil de nos acostumarmos com seus cabelos negros ou em 50 tons de outras cores mas pelo amor de Deus, não pinte acaju. Grande abraço amigo.

  6. Kadu
    Vc escreve muito bem e fala de maneira poética da loucura que é esta pandemia: quarentena. Ela está mexendo muito com a gente e até levando ao conhecimento profundo da pessoa com que vc vive uma vida inteira e so começa a conhecer agora. Será que tenho que casar de novo? So sei que festa não terá , pois a crise levou todo nosso dinheiro e lua de mel também não, podemos nos contagiar
    Beijos
    Daniela

  7. Muito bom!! Bem-humorado e retratando o que muitos estão vivendo.
    Meu pai tem 63.
    Sempre garotão.
    Este “corte de idade” imposto a ele tem sido de grande consciência sanitária, mas um super “baque” pois o mesmo nunca se sentiu nesta idade e também pouco a aparenta.
    Forte abraço, Professor.
    Fico aqui imaginando o esportivo vermelho. Rsrs. Principalmente por saber seu apreço por carros.
    Juliano Pereira (Campinas/SP)

  8. Dr Carlos, sua crônica de hoje foi deliciosa!
    Ri muito, seu humor aguçado, sem exagero, com gostinho de quero mais!
    Muito obrigada por começar o dia com uma gargalhada!!! Mesmo com os cabelos totalmente brancos!
    Guima

  9. Muito bom!!!
    Como participo do grupo de resistência ao rejuvenescimento fake (tingimento capilar, complexos vitamínicos …) fico com meus 50 tons: DE CINZA!
    Nenhuma cor tem tantas variações !!!!
    Abraço,

    Homero Gusmão

Previous Post

Quarentena sim! Mas até quando?

Next Post

O Vírus e os Grisalhos

Related Posts
Total
0
Share